Luís de Camões – Jacó e Raquel (Soneto 29)

rafael-jacob-rachel
Jacob’s encounter with Rachel, 1518-19, Raphael (Italian High Renaissance Painter, 1483-1520), fresco, Palace of the Vatican (Loggia of Pope Leo X), Vatican City, Italy

Sete anos de pastor Jacó servia
Labão, pai de Raquel, serrana bela;
Mas não servia ao pai, servia a ela,
E a ela só por prêmio pretendia.

Os dias, na esperança de um só dia,
Passava, contentando-se com vê-la;
Porém o pai, usando de cautela,
Em lugar de Raquel lhe deu a Lia.

Vendo o triste pastor que com enganos
Assim lhe era negada a sua pastora,
Como se não a tivera merecida;

Começou a servir outros sete anos,
Dizendo: Mais servira, se não fora,
Para tão longo amor, tão curta a vida.

(Soneto XXIX. Luís de Camões, 1524-1580)

Via Gilson Santos




Palavras finais da gestão PPGA Acadêmico 2014-2015

Chegou ao fim minha gestão como coordenador do PPGA acadêmico da ESAG/UDESC. Gostaria de agradecer à equipe da secretaria, em especial a Carol e Tati, que conduziram os processos de forma competente e compromissada, e aos professores, que se engajaram nas comissões, reuniões, boas aulas, pesquisas, sugestões e aconselhamentos. Não vou nomear cada um porque eles sabem quem são.

Agradeço também ao prof. Éverton pelo bom e profícuo relacionamento entre a direção de PPG e a coordenação do PPGA, ao prof. Marinho pela parceria e apoio que muitas vezes precisei, e ao prof. Tezza, por ter aceitado ser o subcoordenador e que sempre esteve à disposição para ajudar no que fosse preciso (e parabéns pela nova função de coordenador!). Por fim, agradeço à Direção Geral por ter sempre estimulado e apoiado a pós-graduação na ESAG.

Nestes últimos dois anos várias coisas aconteceram no PPGA. Não por mérito meu, mas pela força resultante do engajamento de tantas pessoas, cujo processo, em alguns casos, já havia se iniciado há muitos anos.

A implementação do Doutorado é um ótimo exemplo. O sonho foi colocado em prática pelo pioneirismo das profas. Graziela e Clerilei. Após 10 anos de trabalho e envolvimento de mais pessoas, o Doutorado foi aprovado pela CAPES em 2014 (com nota 4) e tive o privilégio de inaugurar a primeira turma, que iniciou em setembro de 2015 com a aula magna do Prof. Ariston Azevedo (UFRGS).

Destaco também outras mudanças e avanços do PPGA:

– Após várias reuniões e discussões, implementamos as novas “Normas específicas do Colegiado de Pós-Graduação Acadêmico em Administração” (o antigo Regimento): http://www.esag.udesc.br/?id=686

– Fizemos uma reforma no mestrado acadêmico, cujas modificações podem ser conhecidas em detalhes aqui.

– Com o Doutorado, tornarmos-nos “Programa de Pós-Graduação Acadêmico em Administração”.

– Por meio de edital específico para credenciamento contamos, agora, com mais dois professores no PPGA acadêmico.

– Aprimoramento constante do processo seletivo de novos alunos para mestrado e doutorado.

– Planejamento para adequação do calendário do PPGA ao calendário da Udesc. A partir de agosto de 2016 estaremos sincronizados com o calendário geral da Udesc.

– Contamos com uma bolsa da Capes para a realização de pós-doutorado na ESAG, que permite o fortalecimento de nossa pós-graduação e pesquisa.

No mais, desejo a todos um Feliz Natal e um ótimo início de ano! Que 2016 seja um ano de muitas felicidades e artigos científicos!


O mistério do Natal

Gerard_van_Honthorst_-_Adoration_of_the_Shepherds_1622-760x624

Tu desces das estrelas
por Santo Afonso Maria de Ligório

Tu desces das estrelas, ó Rei do céu
E vens a uma gruta no frio e no gelo.
Ó Menino meu divino, eu Te vejo aqui a tremer;
Ó Deus beato, quanto Te custou haver-me amado!

A Ti, que és do mundo o Criador,
Faltam agasalhos e fogo, ó meu Senhor.
Querida e eleita criança, esta Tua pobreza me apaixona
Pois foi o amor que Te fez pobre novamente.

Tu deixas as delícias da intimidade divina
Para vir a sofrer sobre essa palha.
Doce amor do meu coração, aonde Te levou o amor?
Ó meu Jesus, por que tanto sofrer? Por meu amor!

Mas se sofres por Tua própria vontade,
por que então este choro, por que estes gemidos?
Meu Jesus, eu Te entendo sim! Ah, meu Senhor!
Tu choras não de dor, mas de amor!

Tu choras ao ver a minha ingratidão,
Um amor tão grande e tão pouco amado!
Ó amado do meu coração,
se fui assim outrora, hoje somente por Ti eu anseio
Querido, não chores mais, pois eu Te amo, Te amo.

Enquanto dormes, meu Menino, o coração
não dorme, não, mas vigia a todo momento
Vai, meu querido e puro Cordeiro,
Em que pensas? Dize-me Tu. Ó amor imenso,
um dia em morrer por ti, respondes, é o que eu penso.

Então, pensas em morrer por mim, ó Deus
Que mais posso eu amar fora de Ti?
Ó Maria, esperança minha,
se pouco eu amo o teu Jesus, não te indignes
de amá-Lo tu por mim, se eu não O sei amar!

Fonte: Christo Nihil Praeponere





página 1 de 1631234567...152025...final »